quarta-feira, 1 de agosto de 2012

AME SUA CASA E SUA VIDA


1 - Pense nos seus hábitos, em seus hobbies e em tudo o que causa bem-estar em você antes de decorar sua casa. Dê espaço ao que realmente tem valor em sua vida. Esqueça as soluções prontas importadas: antes de adotar uma cozinha americana, perceba se ela segue o seu estilo de vida. 



2 - Resgate as memórias de família – sem transformar sua casa em um museu, claro. A casa precisa contar sua história com objetos de viagem, fotos e livros. Exponha as boas crônicas da sua vida. 


3 - Se você mora em um espaço pequeno, invista em um ambiente com menos móveis. Muita informação visual sobrecarrega o cérebro humano e não o deixa descansar. A sensação de amplitude é necessária ao relaxamento, segundo pesquisas. 


4 - Natureza é essencial ao bem-estar. Plantas, fontes, pedras emadeira nos remetem a origens. Inconscientemente, sentimos estabilidade. A explicação é antropológica: a floresta representa um lugar confiável à espécie humana. 



5 - Aromas, sons, texturas e simplicidade são bem-vindos, pois se tornam atraentes aos nossos sentidos. Além disso, estimulam a permanência e fazem os visitantes se sentirem bem. Casa sem esses elementos corre o risco de ser um lugar estático, sem vida. 



6 - Não siga a moda das vitrines de loja. Quanto mais consciente você estiver de quem é, mais o seu espaço terá personalidade. A casa serve para nos lembrarmos de quem somos, diz o filósofo Alain de Botton, em seu livro A arquitetura da felicidade. 




7 - Renove sua moradia sempre, para mantê-la viva e adequada a sua rotina. Pesquisas das Universidades de Bergen (na Noruega) e de Gutemburgo (na Suécia) apontam que a capacidade de fazer mudanças estruturais em um imóvel é essencial para se sentir realmente dono da casa. Isso ajuda a criar um elo emocional como espaço. 



8 - Sua casa precisa ser (bem) diferente do local de trabalho, senão, possibilita pouco descanso. Lâmpadas precisam seguir tanto um design diferente quanto ter faixas de luz amareladas, que relaxam a mente. Até mesmoo home office deve ter essa autenticidade. 



9 - Deixe a luz natural entrar. Se onde você mora é impossível seguir essa dica, pelo menos tenha lâmpadas que sigam (ou simulem) a luminosidade do dia. A luz interfere diretamente no bom humor dos habitantes. 



10 - Reaproveite o que puder na decoração. Exercite a criatividade e repagine a casa gastando pouco. Garimpe em brechós e perca tempo renovando e descobrindo novos.



Fontes: psicóloga Angelita Scárdua Viana, arquiteta Kelly Guariento Marques, arquiteta Maria Elvira Rofete, designer de interiores Maristela Gorayeb e livro A arquitetura da felicidade, de Alain de Botton (Ed. Rocco), Todas as imagens  tiradas do meu Pinterest.

BJOS

MILLA TRINDADE